sábado, 31 de janeiro de 2015

TAG: Liebster Award 2015

  10 comments    
categories: ,

Oi, gente! Hoje vou responder a primeira Tag aqui no blog. Fui indicada pelas meninas do Cura Leitura, e fiquei super feliz! Então, vamos lá:

Regras: 
  1. Escrever 11 fatos sobre vocês;
  2. Responder as perguntas de quem indicou;
  3. Indicar 11 blogs com menos de 200 seguidores;
  4. Fazer 11 perguntas para quem você indicar;
  5. Colocar uma imagem que mostre o selo do Liebster;
  6. Linkar de volta quem te indicou.
11 fatos sobre mim: 
  1. Tenho dificuldade pra falar fatos sobre mim haha
  2. Odeio pés
  3. Tenho pavor de lugares pequenos 
  4. Adoro ler, desenhar e ouvir música
  5. Quero fazer um mochilão
  6. Quero ser escritora
  7. Quero estudar em Princeton
  8. Amo tatuagens
  9. Amo Harry Potter
  10. Amo chocolate
  11. Odeio o espaço (sim, a galáxia, astronauta, foguetes, aeronave... Tenho PAVOR.)
Respondendo as perguntas:
Alguma vez pensou em desistir do blog?
Quem não pensou? Ainda mais nessa fase inicial, em que não tem muitos comentários e tal, dá um desânimo. Mas estou persistente!
Já recebeu comentários maldosos?
Não.
Qual é o seu filme preferido?
Não sei... acho que As Vantagens de Ser Invisível!
Quais seus planos pra o futuro tanto pessoal como blogueiro/a?
Bom, quero estudar em Princeton e ser escritora. Como blogueira... acho que só manter o blog atualizado, e ter algum tipo de resposta mesmo.
Como se organiza para manter o blog atualizado?
Não me organizo haha Basicamente tenho um bloco de notas no celular onde deixo anotado algumas ideias de posts. 
Que lugar escolheria para passar uma semana?
Europa! Assim dá pra visitar vários lugares, já que é tudo pertinho. Isso, ou a Disney.
O que é essencial ter em um blog?
Acho que é importante o blog ter uma escrita boa. Pessoalmente, não consigo ler blogs que não escrevem direito ou abusam da linguagem da internet. Sou meio chata com isso...
Quando decidiu criar um blog e por quê? 
Criei o blog em novembro de 2014, mas já pensava em criá-lo há algum tempo. E não sei o motivo, sei lá, gosto de escrever, achei que seria uma boa ideia? Não sei,
O que eliminaria do mundo, se pudesse?
Que pergunta difícil. Acho que eu eliminaria o egoísmo, talvez? Acho que ele move muitas coisas ruins, se as pessoas se importassem mais com as outras, talvez elas iriam pensar duas vezes antes de fazer algo que pudesse prejudicar alguém.
Frio e chocolate quente ou calor e praia?
Nunca sei responder esse tipo de pergunta. Eu gosto da primavera haha Mas, bom, nesse momento escolheria frio e chocolate quente, esse calor está insuportável.
Qual a música que você mais escutou nos últimos dias?
Acho que foi ou Head Full of Doubt ou Shut Up and Dance.

Blogs indicados: 


Perguntas para os indicados:

1- Há quanto tempo tem seu blog?
2- Prefere doce ou salgado?
3- Qual(s) seu livro(s) favorito(s)?
4- Qual seu artista favorito?
5- Qual cidade/país você mais quer visitar?
6- Quais os seus planos para o futuro?
7- Você gostaria de ser famoso(a)?
8- Você gosta de dançar? haha
9- Tem animal de estimação?
10- Prefere e-book ou livros físicos?
11- Sou só eu que tenho pavor/odeio o espaço? haha

É isso, gente. Espero que tenham gostado! Se você já respondeu a tag, deixem os links para eu poder ver! 
Beijos,



Sim, compro livro pela capa #1

  4 comments    
categories: 

Quem nunca comprou um livro pela capa? Eu já, você já, todo mundo já. Às vezes a capa é bonita demais para não se ter, e você acaba se convencendo de que gostou da sinopse (mesmo que ela não seja lá muito boa.) só pra poder levar o livro para casa. Acontece com as melhores pessoas, e é normal, afinal, pra isso que existe a publicidade. As pessoas que fazem o design das capas estão pensando justamente em te atrair pelo exterior do livro. 

Entããão, resolvi começar esse quadro, em que mostro pra vocês as capas que acho mais bonitas relacionadas a um certo tema. Hoje, escolhi o tema céu. Olhem só as capas que escolhi:

 
     
 
          



Sim, roubei um pouco em alguns, mas vai, valeu a pena, essas capas são lindas! 
Quais vocês gostam mais?
Beijos, 


quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Resenha: Apenas um Dia




Editora: Novo ConceitoTítulo original: Just One Day
Autor: Gayle Forman


A vida de Allyson Healey é exatamente igual a sua mala de viagem: organizada, planejada, sistematizada. Então, no último dia do seu curso de extensão na Europa, depois de três semanas de dedicação integral, ela conhece Willem. De espírito livre, o ator sem destino certo é tudo o que Allyson não é. Willem a convida para adiar seus próximos compromissos e ir com ele para Paris. E Allyson aceita. Essa decisão inesperada a impulsiona para um dia de riscos, de romance, de liberdade, de intimidade: 24 horas que irão transformar a sua vida.


Apenas Um Dia é o segundo livro da autora do sucesso Se Eu Ficar, Gayle Forman. O livro conta a história de Allyson Healey, uma garota introvertida que tem a vida inteiramente planejada, e vive à sombra de sua mãe. Em uma viagem pela Europa ela conhece Willem, um ator holandês, que a leva para passar um dia em Paris. O livro é dividido em duas partes, o que me surpreendeu: achei que seria, de verdade, apenas um dia.
O que mais gostei no livro todo, foi o desenvolvimento da personagem de Allyson. Me identifiquei muito com ela, com seus conflitos internos, desejos e realizações pessoais. No final do livro, fiquei orgulhosa de certa maneira por ela ter crescido como pessoa, e se tornado quem ela é e não a sombra de alguém que ela gostaria de ser. Os paralelos entre Allyson e seu "pseudônimo", Lulu, também foram pontos importantes para o livro. Parece que o que gostei mesmo foi todo aquele conflito, comum em livro juvenis, de oh, quem sou eu nessa vida? Achei que esse aspecto foi muito bem construído mesmo.
Não posso deixar de falar das viagens de Allyson. O foco, claro, é em Paris <3 A escrita contribuiu muuito para eu me apaixonar ainda mais pela cidade, e pelo seu lado não-turístico. Aliás, esse livro me deixou ainda mais obcecada com viagens, e agora cismei que quero fazer um mochilão haha (Alguém já fez? Se sim, me contem, foi maravilhoso?)

Sobre os personagens, inacreditavelmente, acho que gostei de todos. Achei Willem interessante, mas acho que me decepcionei um pouco por não termos a chance de conhecer muito sobre ele. Esse é um problema bem óbvio no livro, tanto para Allyson quanto para o leitor, então, na realidade, acho que não é um defeito e sim algo proposital. Me apaixonei por Dee e suas milhares de personalidades, e, sim, pelo professor de poesia! Amo livro com referências a qualquer tipo de poesia/clássicos e principalmente, Shakespeare! Agora fiquei super interessada em ler Noite de Reis e outras peças. 

O livro fala muito de acasos, de "dupla felicidade", e de "ser um apaixonado e estar apaixonado". Vou ser sincera e dizer que me apaixonei por todos esses conceitos, e só lendo o livro pra entender o que eles realmente significam.

E como não falar do final? Mais uma vez a autora deixou em aberto o desfecho da história, e me deixou extremamente frustrada. Felizmente, temos ainda Apenas Um Ano, que é uma versão de Willem dos fatos (e vai ser lançado em fevereiro deste ano!) e Just One Night, uma novela que a autora resolveu escrever, pra nos explicar o que acontece depois que a porta abre!

Acreditam que não tenho nenhuma crítica a fazer? Realmente adorei esse livro, ele me faz querer levantar da cama e e viver a vida (e fazer um mochilão haha). Com ele finalmente senti o que muitos sentiram por Se Eu Ficar, mas que eu não tinha conseguido sentir. A escrita de Gayle Forman é cativante, e faz com que seja impossível você largar o livro <3 

Quotes:
"Parte de mim sabe que mais um dia não servirá para nada além de postergar o coração partido. Mas outra parte de mim pensa diferente. Nascemos em um dia. Morremos em um dia. Podemos mudar em um dia. E podemos nos apaixonar em um dia. Qualquer coisa pode acontecer em um dia." (p. 135)

 “E essa é a verdade. Posso ter apenas 18 anos, mas já me parece bem óbvio que o mundo está dividido em dois grupos: o dos que fazem e o dos que observam. As pessoas com as quais as coisas acontecem e o restante de nós, que meio que se arrasta sobre as coisas. As Lulus e as Allysons. Nunca me ocorreu que fingindo ser Lulu eu pudesse fazer parte do outro grupo, mesmo que só por um dia.”
“E, em troca, eu a livrarei do peso do tempo. Ele coloca meu relógio em seu pulso ossudo, onde ele não parece tanto uma algema de prisão. – Por ora, o tempo não existe. É o que Jacques disse… fluido? – Fluido – repito, como um encantamento. Se o tempo pode ser fluido, então talvez algo que seja apenas um dia possa continuar para sempre.”

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Artista: The Avett Brothers


Conheci os Avett Brothers pelo livro Métrica (resenha aqui) que li há apenas alguns dias e achei que eles mereciam um post só deles.

The Avett Brothers é uma banda da Carolina do Norte, composta pelos dois irmãos Avett, Scott e Seth, Bob Crawford e Joe Kwon. O estilo deles é uma boa mistura de vários outros estilos como folk rock, indie rock, indie folk, entre outros!


Apesar de tocarem juntos desde crianças, os irmãos Avett começaram sua parceria de verdade nos anos 90, quando a banda de Seth e o grupo de Scott se juntaram e formaram "Nemo". Algum tempo depois, a banda se separou e eles passaram a se dedicar à The Avett Brothers, e lançaram um EP antes de Bob Crawford juntar-se a eles.

Em 2002, o trio lançou seu primeiro album, Country Was. Em 2003, o segundo album, A Caroline Jubilee, surgiu em parceria com Dolph Remseur, dono da Remseur Records, que tinha ficado impressionado ao assistir um show ao vivo da banda.

Eles atingiram o sucesso em 2007, com o album Emotionalism, que foi o primeiro álbum do Avett Brothers a aparecer na Billboard, ficando em 1° lugar na Top Heatseeker Albums Chart (chart dedicado aos artistas novos e em crescimento), 23° no Top Pop Catalog Albums e 134° no The Billboard 200. Mais tarde, eles assinaram com uma gravadora maior, a Amercina Recordings.

O album mais recente, lançado em 2013, se chama Magpie and the Dandelion e ficou em quinto lugar np U.S. Billboard 200. 

Gostei muitos das músicas deles, e achei que eles me lembram um pouco Mumford and Sons em algumas músicas (o que é ótimo, já que adoro Mumford and Sons <3). Como já tinha comentado na minha resenha de Métrica, achei que as letras das músicas tem muito significado e isso me atraiu bastante. Confiram algumas das minhas músicas favoritas deles:














Alguns trechos:

"It won`t take long for me
To Tell you who I am.
Well you hear this voice right now
Well that`s pretty much all I am"
- The Avett Brothers, "Gimmeakiss"

"Your heart says not again
What kind of mess have you got me in?
But when the feeling`s there
It can lift you up and take you anywhere"
- The Avett Brothers, "Living of Love"

"A slight figure of speech
I cut mu chest wide open
They come and watch us bleed
Is it art like I was hoping now?"
- The Avett Brothers, "Slight Figure of Speech"

Vocês já conheciam a banda? Se não, curtiram?
Beijos, Jú

sábado, 24 de janeiro de 2015

Quote do dia #3

Às vezes, você faz coisas não porque pensou naquilo, mas porque sentiu. Sentiu demais. E nem sempre você pode se controlar quando sente demais. - Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Filmes que mais quero ver em 2015!

  12 comments    
categories: ,

2015 pode ser um ano apertado pra mim, corrido e de muita frustração, mas com relação a filmes, vai ser um ano maravilhoso (ou assim eu espero!). Hoje quero falar dos filmes que eu estou mais ansiosa para assistir esse ano. Alguns inclusive e obviamente são adaptações de livros que eu li.

1- Caminhos da Floresta

Uma bruxa (Meryl Streep) está decidida a dar uma lição em vários personagens famosos dos contos de fadas, como Chapeuzinho Vermelho, Cinderela e Rapunzel. Cabe a um padeiro e sua esposa a tarefa de enfrentá-la, de forma a colocar as histórias e seus personagens em ordem.
Lançamento: 29 de janeiro

2- Simplesmente Acontece



Os jovens britânicos Rosie (Lily Collins) e Alex (Sam Claflin) são amigos inseparáveis desde a infância, experimentando juntos as dificuldades amorosas, familiares e escolares. Embora exista uma atração entre eles, os dois mantêm a amizade acima de tudo. Um dia, Alex decide aceitar um convite para estudar medicina em Harvard, nos Estados Unidos. A distância entre eles faz com que nasçam os primeiros segredos, enquanto cada um encontra outros namorados e namoradas. Mas o destino continua atraindo Rosie e Alex um ao outro.
Lançamento: 5 de março

3- Insurgente

Tris (Shailene Woodley) e Quatro (Theo James) agora são fugitivos e procurados por Jeanine Matthews (Kate Winslet), líder da Erudição. Em busca de respostas e assombrados por prévias escolhas, o casal enfrentará inimagináveis desafios enquanto tentam descobrir a verdade sobre o mundo em que vivem. 
Lançamento: 19 de março

4- Cinderela

Após a trágica e inesperada morte do seu pai, Ella (Lily James) fica à mercê da sua terrível madrasta, Lady Tremaine (Cate Blanchett), e suas filhas Anastasia e Drisella. A jovem ganha o apelido de Cinderela e é obrigada a trabalhar como empregada na sua própria casa, mas continua otimista com a vida. Passeando na floresta, ela se encanta por um corajoso estranho (Richard Madden), sem desconfiar que ele é o príncipe do castelo. Cinderela recebe um convite para o grande baile e acredita que pode voltar a encontrar sua alma gêmea, mas seus planos vão por água abaixo quando a madrasta má rasga seu vestido. Agora, será preciso uma fada madrinha (Helena Bonham Carter) para mudar o seu destino...
Lançamento: 2 de abril

5- Cidades de Papel

Quentin Jacobsen (Nat Wolff) é apaixonado pela vizinha e colega de escola Margo Roth Spiegelman. Amigos de infância, estavam sempre juntos e certa vez encontraram um corpo durante um passeio. Se afastaram com o passar dos anos, mas eis que a popular Margo invade o quarto do nerd Quentin na calada da noite, vestida de ninja, e o convoca para uma missão secreta.
Lançamento: 18 de junho

6- Pan

A história de como Peter Pan chegou à Terra do Nunca e fez contato com os seres mágicos que vivem no local.
Lançamento: 23 de julho

6- A Esperança - Parte 2

Katniss Everdeen (Jennifer Lawrence) continua sua luta com a Capital, que ficou inconformada com o fato dela ter sobrevivido duas vezes aos jogos vorazes. A heroína está disposta a lutar em nome de sua causa e também por seus amigos e familiares.
Lançamento: 19 de novembro

Quais filmes vocês querem assistir?
Beijos,

terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Quote do dia #2

''As pessoas vêm e vão e nós sabemos que isso acontece, mesmo assim sofremos um choque enorme quando acontece.'' - Simplesmente Acontece

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Resenha: Métrica - Colleen Hoover

O romance de estreia de Colleen Hoover, autora que viria a figurar na lista de best sellers do New York Times, apresenta uma família devastada por uma morte repentina. Após a perda inesperada do pai, Layken, de 18 anos, é obrigada a ser o suporte tanto da mãe quanto do irmão mais novo. Por fora, ela parece resiliente e tenaz; por dentro, entretanto, está perdendo as esperanças. Um rapaz transforma tudo isso: o vizinho de 21 anos, que se identifica com a realidade de Layken e parece entendê-la como ninguém. A atração entre os dois é inevitável, mas talvez o destino não esteja pronto para aceitar esse amor. 

Nem acredito que depois do fracasso que foi Um Caso Perdido para mim consegui terminar (e gostar!) de Métrica. O livro é curto, tem apenas 299 páginas e levei menos de 10 horas para terminá-lo. A escrita simples, mas que consegue expressar bem as emoções e os acontecimentos nas vidas dos personagens, contribui para uma narrativa rápida que te prende.

O livro conta a história de Layken, uma garota de 18 anos que se muda do Texas para o Michigan com sua mãe e irmão após a morte de seu pai. Logo que chega (e logo mesmo, tipo menos de um minuto depois de sair do carro.), Layken já conhece seu vizinho de 21 anos, Will Cooper. Essa paixão instantânea me incomodou um pouco, mas o livro foi para uma direção diferente da que eu imaginava, então não deixem-se enganar por esse amor à primeira vista. A atração é imediata, e eles já combinam de sair. Nesse primeiro encontro, já é apresentado o aspecto que mais gosto do livro: a poesia slam.

Não sou uma grande fã de poesia, especialmente não de livros que tem poesia no meio; normalmente pulo as poesias citadas, a não ser que elas sejam realmente importantes para a narrativa. Mas nesse caso, as cenas com as poesias eram as que eu mais esperava, as que mais me cativaram. Por meio delas conseguimos conhecer todos os personagens de uma maneira mais profunda que não conseguiríamos se tivéssemos apenas as descrições e conflitos como recurso. A poesia slam conquistou um pedacinho do meu coração!

Em meio a problemas que impedem que Will e Layken fiquem juntos, achei que ambos os personagens foram construídos de maneira muito realistas, assim como a maneira como eles lidam com seus conflitos e responsabilidades. Layken soa, age, e é uma garota de 18 anos, e as vezes em livros as características que fazem com que a personagem principal seja realmente quem ela diz ser são descartadas, e temos um narrador idealizado e irreal, impossível de se relacionar com o leitor. Isso não acontece em Métrica.

As histórias dos outros personagens fora Layken tambémn foram bem construídas e fizeram parte do enredo principal. Gostei de todos os personagens igualmente (de Layken um pouco menos, pelos menos no começo do livro.), mas Eddie me encantou de uma maneira diferente. Sua atitude positiva e alegre o tempo todo trouxe energia para o livro, e uma das minhas cenas favoritas foi uma que se relacionava com ela, uma que envolvia alguns balões cor-de-rosa! <3

Outra coisa que gostei foi das letras de músicas da banda favorita de Layken, The Avett Brothers, no começo de cada capítulo. As letras tinham significado, e era muito bonitas. Por isso mesmo, já comecei a escutar algumas músicas da banda e devo dizer que estou gostando bastante!

Para mim o único ponto negativo do livro, foi ele ter uma continuação. O desfecho foi tão bem planejado, e funcionou perfeitamente para mim. Não vi necessidade de uma continuação, e a sinopse do segundo livro (Pausa) não me atraiu muito. Mas esse é um problema fácil de resolver: acho que simplesmente não vou ler, e manter intacta a minha opinião positiva sobre esse livro.

Nas últimas semanas, li tantos livros que não me agradaram e me decepcionaram e me deixaram com a impressão de que eu nunca mais ia conseguir gostar de um livro , que ao terminar Métrica tive uma sensação de Aleluia. Ainda existem livros bons pelos quais posso me apaixonar.

Quotes: 


Não levem a vida tão a sério. Deem um murro bem na cara dela quando ela estiver precisando de uma boa surra. Riam dela.


Sejam compreensivos. Em relação a tudo. Às diferenças das pessoas, suas semelhanças, escolhas, personalidades. Às vezes, é a variedade que faz uma coleção ser boa. O mesmo se aplica às pessoas.

Ela me ensinou a questionar.nunca me arrepender.Ela me ensinou a ampliar meus limites,Porque é para isso que eles existem.

Às vezes, a vida fica no meio do caminho.Fica totalmente no meio do seu maldito caminho.Mas ela não fica totalmente no meio do seu malditocaminho por querer que você desista e deixe que assuma ocontrole. A vida não fica totalmente no meio do seu
maldito caminho só porque quer que você deixe tudo nasmãos dela e seja levado por ela.
A vida quer que você lute.Que aprenda a fazer uma vida sua.






Esse livro era o primeiro na minha lista de leitura de 2015, e ela começou bem! Comentem o que acharam da resenha, e do livro, e quais as suas partes favoritas! Por fim, minha música favorita dos Avett Brothers (até agora, só os conheço há menos de 24 horas.):


Beijos,



domingo, 18 de janeiro de 2015

Quote do dia #1

  2 comments    
Você não é o último sonho da minha alma.É o primeiro, o único que jamais fui capaz de evitar. É o primeiro sonho da minha alma, e deste sonho espero que venham todos os outros, uma vida inteira. - Will Herondale (A Princesa Mecânica)


quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Frases favoritas #1



Acho que uma das melhores partes de ler um livro é encontrar aquela frase que define/muda a sua existência (ou só uma frase bonitinha mesmo.) Tem gente que até sublinha no livro mesmo as citações mais marcantes. Se eu fizesse isso, é provável que vários livros inteiros ficassem sublinhados já que qualquer frase mais elaborada já me encanta. Mas nesse post quero colocar algumas das minhas frases favoritas dos livros que já li. Então, vamos lá:


Eu acho que somos quem somos por várias razões. E talvez nunca conheçamos a maior parte delas. Mas mesmo que não tenhamos o poder de escolher quem vamos ser, ainda podemos escolher aonde iremos a partir daqui. - As Vantagens de Ser Invisível








Meus pensamentos são estrelas que eu não consigo arrumar em constelações. - A Culpa é das Estrelas 
                                                                                    
 É tão fácil se esquecer de como o mundo é cheio de pessoas, lotado, e cada uma delas é imaginável e sistematicamente mal interpretadas. - Cidades de Papel
Imaginar o futuro é uma espécie de nostalgia. - Quem é você, Alasca?
Somos tão indestrutíveis quando pensamos ser. - Quem é você, Alasca?
Não vale a pena mergulhar nos sonhos e esquecer de viver. - Harry Potter e a Pedra Filosofal

Alguns infinitos são maiores do que outros. - A Culpa é das Estrelas
Talvez nós vivamos entre a dor e a cura. - Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo
Ser cuidadoso com pessoas e com palavras era uma coisa rara e maravilhosa. - Arsitóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo
Se você não imaginar, as coisas sequer chegam a acontecer. - Cidades de Papel
Nós aceitamos o amor que achamos merecer. - As Vantagens de Ser Invisível

Ainda tem muitas outras, mas elas ficam para o próximo post! Quais dessas são suas favoritas?
Beijos, 

domingo, 11 de janeiro de 2015

12 livros para 2015 + Clássicos

  14 comments    
categories: , , ,

Muita gente estabelece metas literárias no início de cada ano, mas isso não funciona para mim. É muito difícil decidir quais, quantos livros vou ler e quando. Talvez eu não esteja no humor para ler certo livro, talvez eu não tenha tempo para ler todos os livros que planejei... Então, normalmente, não organizo nada e vou lendo o que me der vontade. Esse ano não vai ser diferente (especialmente porque não vou ter tempo para ler muito, já que o ano vai ser corrido.), mas resolvi fazer uma lista de 12 livros que quero muito ler. Já que eles são prioridades, é bem provável que eu leia todos. Ou não. Alguns livros da lista ainda não foram traduzidos, então eu vou tentar fazer uma sinopse básica sobre o que são. Confiram:

1- Métrica - Coleen Hoover

Só li um livro da Coleen Hoover (Um Caso Perdido, na verdade terminei esse livro na semana passada.) e ele não me agradou muito. Por algum motivo, Métrica me pareceu interessante e eu resolvi dar outra chance a autora. 

"O romance de estreia de Colleen Hoover, autora que viria a figurar na lista de best sellers do New York Times, apresenta uma família devastada por uma morte repentina. Após a perda inesperada do pai, Layken, de 18 anos, é obrigada a ser o suporte tanto da mãe quanto do irmão mais novo. Por fora, ela parece resiliente e tenaz; por dentro, entretanto, está perdendo as esperanças. Um rapaz transforma tudo isso: o vizinho de 21 anos, que se identifica com a realidade de Layken e parece entendê-la como ninguém. A atração entre os dois é inevitável, mas talvez o destino não esteja pronto para aceitar esse amor."

2- A Lista Negra - Jennifer Brown

Acho que nunca ouvi alguém falar mal desse livro. Faz tempo que quero ler e espero finalmente conseguir esse ano.

"E se você desejasse a morte de uma pessoa e isso acontecesse? E se o assassino fosse alguém que você ama? O namorado de Valerie Leftman, Nick Levil, abriu fogo contra vários alunos na cantina da escola em que estudavam. Atingida ao tentar detê-lo, Valerie também acaba salvando a vida de uma colega que a maltratava, mas é responsabilizada pela tragédia por causa da lista que ajudou a criar. A lista com o nome dos estudantes que praticavam bullying contra os dois. A lista que ele usou para escolher seus alvos. Agora, ainda se recuperando do ferimento e do trauma, Val é forçada a enfrentar uma dura realidade ao voltar para a escola para terminar o Ensino Médio.
Assombrada pela lembrança do namorado, que ainda ama, passando por problemas de relacionamento com a família, com os ex-amigos e a garota a quem salvou, Val deve enfrentar seus fantasmas e encontrar seu papel nessa história em que todos são, ao mesmo tempo, responsáveis e vítimas"

3- Invisível - David Levithan 

Nunca li nenhum livro do David Levithan (além de Will, Will), mas já me interessei por muitos. Resolvi colocar apenas um na lista e ver no que dá, mas também quero muito ler Todo Dia.

"Amaldiçoado desde o dia em que nasceu, Stephen é invisível. Nunca viu seu rosto nem corpo. Evitando desaparecer por completo, ele vaga por Nova York, à deriva. Até que sua nova vizinha de apartamento chega e é capaz de enxergá-lo! Logo, ambos se tornam mais que amigos. E tanto Elizabeth como Stephen precisam decidir o quão longe irão para quebrar a maldição que o acomete. Estariam dispostos a enfrentar o maior desafio de todos, a morte?"

4- A Probabilidade Estatística de Amor ã Primeira Vista - Jennifer E. Smith



Toda vez que vou na livraria, pego esse livro e depois acabo trocando por outro. Já faz quase dois anos que quero ler, e nunca leio. Agora coloquei na lista, então vou ter que ler.

"Às vezes a gente tem um clic e percebe que tudo mudou. Por uma coincidência. Uma fatalidade. Ou algo trivial. Nada será como antes. É exatamente o que acontece com Hadley. Presa no aeroporto em Nova York, esperando outro voo depois de perder o seu, ela conhece Oliver. 
Um britânico fofo, que se senta a seu lado na viagem para Londres. Enquanto conversam sobre tudo, eles provam que o tempo é, sim, muito, muito relativo. E quatro minutos podem MESMO mudar tudo... "

5- Os 13 Porquês - Jay Asher


Esse é outro daqueles livros que só tem resenhas positivas. Vou ser sincera e dizer que quando ouvi falar dele pela primeira vez não me interessei muito. Talvez tenha sido o falatório de todo mundo sobre ele ou só uma mudança de opinião mesmo, mas agora fiquei curiosa.

"Ao voltar da escola, Clay Jensen encontra na porta de casa um misterioso pacote com seu nome. Dentro, ele descobre várias fitas cassetes. O garoto ouve as gravações e se dá conta de que elas foram feitas por Hannah Baker - uma colega de classe e antiga paquera -, que cometeu suicídio duas semanas atrás. Nas fitas, Hannah explica que existem treze motivos que a levaram à decisão de se matar. Clay é um desses motivos. Agora ele precisa ouvir tudo até o fim para descobrir como contribuiu para esse trágico acontecimento."
6- O Circo da Noite - Erin Morgenstern

Já faz um tempo que não leio livros sobre magia ou coisas do tipo, não sei porque parei. Acho que nenhum até agora tinha me deixado tão interessada como O Circo da Noite me deixou. Pode ter sido a sinopse, ou o tom misterioso, ou só o fato de falar sobre circos, mas eu acho mesmo que foi só pela capa, que eu achei maravilhosa.
"Sob suas tendas listradas de preto e branco uma experiência única está prestes a ser revelada: um banquete para os sentidos, um lugar no qual é possível se perder em um Labirinto de Nuvens, vagar por um exuberante Jardim de Gelo, assistir maravilhado a uma contorcionista tatuada se dobrar até caber em uma pequena caixa de vidro ou deixar-se envolver pelos deliciosos aromas de caramelo e canela que pairam no ar. Por trás de todos os truques e encantos, porém, uma feroz competição está em andamento: um duelo entre dois jovens mágicos, Celia e Marco, treinados desde a infância para participar de um duelo ao qual apenas um deles sobreviverá. À medida que o circo viaja pelo mundo, as façanhas de magia ganham novos e fantásticos contornos. Celia e Marco, porém, encaram tudo como uma maravilhosa parceria. Inocentes, mergulham de cabeça num amor profundo, mágico e apaixonado, que faz as luzes cintilarem e o ambiente esquentar cada vez que suas mãos se tocam. Mas o jogo tem que continuar, e o destino de todos os envolvidos, do extraordinário elenco circense à plateia, está, assim como os acrobatas acima deles, na corda bamba."

7- Jogador Número 1 - Ernest Cline



Acabei de descobrir que esse livro foi traduzido já há alguns anos, e coloquei a capa inglesa/americana só porque achei mais bonita.

"O ano é 2044 e, como o resto da humanidade, Wade Watts prefere mil vezes o jogo do OASIS do que o mundo real. Ele garante que esconde as peças de um puzzle diabólico cuja resolução leva à riqueza incalculável. A chave para o quebra-cabeça são baseadas na cultura do final do século XX e, por anos, milhões de seres humanos têm tentado encontrá-los, sem sucesso. De repente, Wade consegue resolver o quebra-cabeça e ganha o prêmio, e, posteriormente, deve competir contra milhares de jogadores para conseguir o troféu. A única maneira de sobreviver é ganhar, mas para isso terá que abandonar sua existência virtual e lidar com a vida e o amor no mundo real, que sempre tentou fugir."

8- A Vida Secreta das Abelhas - Sue Monk Kidd



 Na verdade não sei muito sobre esse livro, mas já ouvi muita gente falando sobre ele e sobre o filme.

"Tendo como pano de fundo os anos 1960, A vida secreta das abelhasé uma história marcante sobre o poder feminino e o poder do amor.A adolescência de Lily Owens tem sido complicada. Ela não se lembra da morte da mãe, há mais de dez anos, e sua relação com o pai é mais que difícil. Em 1964, quando completa catorze anos, ela decide fugir junto com sua babá Rosaleen. Lily sai a caminho de Tiburon, a cidade que parece esconder alguma resposta sobre a vida de sua mãe. Chegando lá, ela e Rosaleen são acolhidas por três irmãs. Aos poucos, Lily descobre um mundo mágico de abelhas, mel e da Madona Negra. Com a ajuda das irmãs Boatwright —August, May e June —, Lily tenta desvendar sua história. Será que ela conseguirá enfrentar os demônios de seu passado e se tornar uma jovem independente?"
 9- Apenas um Dia - Gayle Forman

Li Se Eu Ficar e Para Onde Ela Foi e gostei muuito mais do segundo do que do primeiro. De Apenas Um Dia só ouvi coisas boas e, apesar de também só ter ouvido críticas positivas de Se Eu Ficar, a sinopse me interessou mais e há alguns anos escrevi um capítulo de um livro que tinha um roteiro bem parecido com essa sinopse.
"A vida de Allyson Healey é exatamente igual a sua mala de viagem: organizada, planejada, sistematizada. Então, no último dia do seu curso de extensão na Europa, depois de três semanas de dedicação integral, ela conhece Willem. De espírito livre, o ator sem destino certo é tudo o que Allyson não é. Willem a convida para adiar seus próximos compromissos e ir com ele para Paris. E Allyson aceita. Essa decisão inesperada a impulsiona para um dia de riscos, de romance, de liberdade, de intimidade: 24 horas que irão transformar a sua vida.'Apenas um Dia' fala de amor, mágoa, viagem, identidade e sobre os acidentes provocados pelo destino, mostrando que, às vezes, para nos encontrarmos, precisamos nos perder primeiro... Muito do que procuramos está bem mais perto do que pensamos."

10- Never Fade - Alexandra Bracken

Esse é o primeiro dos livros que não foram traduzidos. Never Fade é o segundo livro da trilogia que começou com Mentes Sombrias, que já tem versão em português. Como é uma continuação, vou deixar aqui a sinopse de Mentes Sombrias para não dar spoiler pra ninguém: 

"Quando completa 10 anos, a garota Ruby vê sua vida mudar completamente. Além do medo de ser vítima de um vírus fatal que ataca apenas as crianças, ela é rejeitada por seus pais, que a entregam para a polícia especial. Seu destino é Thurmond, um campo de reabilitação criado pelo governo norte-americano para cuidar dessa geração que possui algo diferente e ameaçador: são crianças com habilidades especiais. Elas podem controlar pessoas e objetos só com o poder da mente. Consideradas perigosas, vivem à margem da sociedade. Mas, aos 16 anos, Ruby consegue escapar de Thurmond e muda o seu destino, ao lado de novos amigos, fugitivos como ela: Liam, Zu e Bolota. Juntos, os quatro vivem as mesmas dúvidas, medos e inseguranças. Enquanto enfrentam uma realidade assustadora, fugindo de caçadores de recompensa, da polícia e da Liga das Crianças, uma organização que quer aproveitar-se dessas habilidades infantis, eles tentam encontrar o Fugitivo, um líder misterioso que oferece abrigo e ajuda às crianças. E percebem que, apesar de tudo, ainda conseguem sonhar. "

11- I`ll Give You the Sun - Jandy Nelson

Esse livro é sobre gêmeos - Judy e Noah - e eles eram muito próximos (apesar de terem personalidades muito diferentes) quando crianças mas à medida que os anos passam eles começam a se afastar. Pelo o que entendi, metade do livro é narrado por Noah (a infância) e a outra metade, por Judy (a adolescência, ou idade adulta.). 


12- Since You`ve Been Gone - Morgan Matson

Dos blogs extrangeiros que gosto, quase todos colocaram esse livro nos favoritos de 2014, então eu quero muito ler. Basicamente, o livro é sobre duas amigas, Emily e Sloane. Enquanto Sloane gosta de festas e fazer coisas loucas e fora da sua zona de conforto, Emily é muito tímida e só segue a amiga. Até que um dia Sloane desaparece, deixando apenas uma lista de coisas para Emily fazer, coisas que ela normalmente não faria. 


Esse post vai ficar enorme, mas só queria terminar falando da minha única meta de verdade que é: ler um livro clássico da literatura de países diferentes. Então, está é minha lista de clássicos, junto com seus respectivos autores e nacionalidades:

1- Anna Karenina -  Liev Tolstói (Rússia)
2- A Rainha Margot - Alexandre Dumas (França)
3- Um Conto de Duas Cidades - Charles Dickens (Inglaterra)
4- O Apanhador no Campo de Centeio - J. D. Salinger (EUA)
5- Senhora - José de Alencar

Não costumo ler muitos clássicos, então resolvi tentar começar esse ano. Espero ler pelo menos 2 ou 3, já vou ficar satisfeita!
Quais livros estão nas listas de vocês? Já leram algum desses? 
Beijos,