terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Sobre Teen Wolf

  No comments    
categories: 

Oi, oi, gente! Tudo bem com vocês? Hoje vim falar de séries, algo que eu particularmente adoro! Mais especificamentem, vim falar de uma série que me surpreendeu: Teen Wolf. Imagino que todo mundo que nunca assistiu deve ter aquele preconceito básico, né? Eu tinha também, e muito. Série de lobisomem? Sério? Me parecia idiota, clichê, infantil... Enfim, aquele preconceito que a gente cria quando vê que a série chama lobo adolescente. Admito que quando assisti ao primeiro episódio, desisti na hora. Todos os meus preconceitos pareciam ter se confirmado, porque achei os efeitos fracos, história clichê e tudo mais. Por algum motivo que nem me lembro, algum tempo depois resolvi tentar de novo e assistir o resto da temporada. E, de repente, me vi assistindo todas as temporadas e procurando desesperadamente os episódios que ainda não tinham sido lançados na Netflix. Vim aqui tentar te convencer de que talvez você esteja enganado ao pensar que a série é tudo de ruim! Então, vamos lá.

Bom, a série conta a história de um garoto, Scott McCall, que é mordido por um animal no meio da floresta e se torna um lobisomem. Não sei como resumir tudo a não ser assim. E, desse jeito, parece idiota e desinteressante. Afinal, já existem muitas coisas desse tipo, inclusive o filme no qual foi baseado a série, de mesmo nome. Nunca assisti ao filme, mas todos que assistiram já me falaram que não tem nada a ver com a série. O que faz sentido já que, atualmente, o seriado está na sexta (e última) temporada. O que quero dizer é que a história é muuito mais do que um menino que vira lobisomem.



Quando assisto a uma série, filme, leio um livro, ou me envolvo com qualquer tipo de história assim, me importo muito com a veracidade do enredo. E quando digo veracidade, me refiro ao sentido da história e aos seus personagens. Se as coisas acontecem sem motivo, se começam a surgir mil coisas pra evitar ou resolver um problema aparentemente sem solução, se personagens começam a agir sem sentido, sinto que falta veracidade. É ficção, mas as coisas acontecem por mil motivos, pessoas baseiam suas ações em outros mil acontecimentos, e cada um possui sua própria personalidade, que influencia no que eles fazem. Uma das coisas que mais me encanta em Teen Wolf é exatamente isso, sua veracidade. Nenhum problema é resolvido de maneira fácil, existem informações reais sobre o assunto, o psicológico e as relações dos personagens (que é minha parte favorita de qualquer história) são sempre abordados de maneira incrível... Entendem? Apesar da mistura absurda de mitologias que eu nunca imaginei que existissem, a história fica coerente, as temporadas se interligam, nada fica solto. Esse aspecto da mitologia, aliás, também é bem louco: a série não se restringe a seres sobrenaturais "comuns", como lobisomens, vampiros ou bruxos. Banshees, kanimas, coiotes, ghost riders...

Voltando nos persongaens e nos seus relacionamentos, porque preciso destacar a maravilhosidade deles. O desenvolvimento de cada pessoa ao longo das temporadas é realmente impressionante. Um exemplo disso é a minha atual personagem feminina favorita, Lydia Martin. Quem assiste, entende. É bem possível odiar a Lydia na primeira temporada. Eu inclusive odiava: ela era fraca, submissa e ao mesmo tempo obcecada com controle, maldosa e tudo de ruim na minha visão. Hoje, ela é uma das personagens mais fortes, mais consistentes, altruístas e MARAVILHOSAS desse seriado inteiro. O mesmo pode ser dito do meu personagem favorito desde a primeira temporada, Stiles Stilinski. De novo, se você assiste, entende. Stiles é aquele personagem que ninguém consegue não gostar. E, mesmo assim, ele não deixou de ser desenvolvido e continuar sendo amado por todos. Os relacionamentos entre Lydia e Stiles, Stiles e Scott e Lydia e Scott são meus favoritos, mas todos os outros são ótimos. São aqueles tipos de relacionamentos que fazem vocês chorar no cantinho do quarto de tão incríveis. Sério.




Sei que pareço garota propaganda, mas é que demorei pra perceber o quanto realmente gostava dessa história. Por preconceito mesmo, sempre deixei ela de lado. Só agora que vai terminar percebo o quanto realmente vou sentir falta. Então, acho que é meu dever tentar compartilhar a maravilhosidade, né?

Na verdade o que quero dizer é: dê uma chance. A primeira temporada é legalzinha, a segunda é bem maneira, A TERCEIRA É INCRÍVEL DEMAIS, a quarta bem maneira, a quinta maneirassa e a sexta parece que vai ser INCRÍVEL DEMAIS TAMBÉM. Sério. 


Vou deixar vocês com gifs maravilhosos do meu grande ship.

Beijos,
Ju